Por Maria Inês Campos

Posts marcados ‘dogmas’

TREINAMENTO – RECONEXÃO: O CAMINHO.

A proposta do treinamento é proporcionar ao indivíduo três dias de envolvimento, reflexão, conquista do equilíbrio corpo/mente/emoção. Esse é o foco!a01

Eu, Dr.Mário Gonçalves e a  Hipnoterapeuta Silvana Brejão, preparamos um treinamento que vai fazer de seu 2015 um ANO DE SUCESSO e muitas REALIZAÇÕES, tanto na área profissional quanto pessoal!

Saiba mais sobre o nosso treinamento; estamos prontos para atender e tirar todas as dúvidas através do e-mail empresarial: cep.coachingpe@gmail.com

Ou através da page no facebook: www.facebook.com/CepCoachingEmpresarialEPessoal  e também no Instagram CEP: @mariainesdecampos

O TREINAMENTO SERÁ REALIZADO NOS DIAS 13, 14 E 15 DE MARCO DE 2015, NO HOTEL FAZENDA ROSEIRA.
ACESSE PARA VISUALIZAR O LOCAL: www.hotelfazendaroseira.com.br

Junte-se a nós, invista em você! CEP- Viver bem é o melhor negócio!

Anúncios

Explicação não é solução!

Por Drº Mario Gonçalves

liberte-se


Explicações não são confiáveis. Podemos até achar uma boa explicação para algo agora, mas amanhã novos fatos e novos detalhes vão alterar o contexto e uma nova explicação vai aparecer. Talvez, de imediato não tão diferente da original, mas com certeza bem diferente depois de um tempo. Dessa forma é que a Terra deixou de ser plana para ser redonda e que o Sol parou de girar em torno dela. Mesmo mentes brilhantes como Aristóteles,  Newton e Einstein tem suas explicações invalidadas com novas teorias que surgem para “explicar melhor” os acontecimentos.

Às vezes nos sentimos mal e não temos nenhuma explicação para isso. Tudo bem. Qual é o problema ? Apenas a explicação do dia não apareceu. Mesmo assim quem está ao nosso redor é capaz de elaborar uma lista extensa de explicações para mostrar que não deveríamos nos sentir assim.

Se as explicações não são confiáveis por que insistir nelas ? Por que acolher a culpa ? Quanta bobagem ! No final das contas o que importa é se sentir bem e ser feliz não é mesmo ?

Portanto, se você está passando por um problema e está desperdiçando sua energia tentando explicar como chegou nesta situação terá explicações para a vida toda. Porém se simplesmente parar de explicar, dia após dia, o seu sofrimento (seja para os outros, seja para você mesmo) deixará de colecionar explicações e abrirá as chances de encontrar a tão desejada solução.

ILUSÃO E REALIDADE

Amigo leitor, sobre esse tema, eu sugiro que leia atentamente o texto transcrito do livro “A Imensidão dos Sentidos” de Francisco do Espírito Santo Neto/Hammed com atenção e desprovido de qualquer pré-conceito.

“O maior desatino dos “controladores” é que para dominar precisam, antes de tudo, viver distanciados de seus próprios sentimentos, que, acreditam, poderiam deixá-los vulneráveis diante dos outros. Não se arriscam a mostrar como se sentem realmente. Em outras palavras, por medo de serem usados, maltratados ou desmascarados, escondem seus sentimentos mais profundos para assegurarem-se de que não existe possibilidade de qualquer pessoa ter poder sobre eles. Têm uma enorme necessidade de ordenar e passam anos a fio dizendo a si mesmos que a maneira certa de agir é ter as rédeas de tudo em suas mãos.

Os “controladores” fazem o trabalho em segredo, usando técnicas de comando indiretas, passivas. Agem de maneira tão sutil, dócil e educada, que não são identificados como tais. Podem ter consciência ou não do hábito de controlar, mas uma coisa é certa: esse comportamento faz-lhes muito mal, pelo desgaste energético em que vivem – impacientes, incapazes de relaxar e ficar sem fazer nada.”

Páginas 161/162

Leram?

Um texto forte eu diria, forte, mas carregado de lucidez.

É necessário ter coragem e discernimento ante uma verdade como esta, é preciso colocar um espelho em um quarto, fechar as portas e janelas para refletir se essa verdade cabe ou coube em algum momento da nossa viagem pela vida, espetacular e totalmente descontrolada por nossas crenças! E cá pra nós, graças a Deus, né? Já pensou se o Universo fosse regido por nossa pobreza espiritual?

A grande sacada diante de uma colocação como esta é nos dar o direito de nos livrar das ilusões acumuladas pelo tempo e olhar livremente, sem dogmas, sem medos, sem apego e com uma boa dose de ousadia e avaliarmos em quais situações nos comportamos como controladores.

A fada madrinha da Cinderela consegue transformar, por poucas horas, uma abóbora em carruagem, mas, é só ela. O máximo que podemos conseguir é transformar nossas ilusões de poder, comando, posse –  em pedrinhas que dificultam a nossa paz, tranforma-las em carruagem é coisa de fada. Você tem uma de plantão?

Caso você não tenha uma madrinha fada e a sua madrinha seja apenas uma pessoa querida, aconselho a usar outro recurso para transformar a ilusão de poder em uma carruagem belíssima ou, no mínimo, em uma abóbora muito simpática.

Detectando em nós mesmos se possuímos ou não o comportamento controlador daremos o primeiro passo para transformar a abóbora, nossas ações, em carruagem, ações que resultam em realização pessoal.  Podemos pensar se o desgaste energético, de controlar, é indispensável, se os resultados que estamos obtendo é bom o suficiente para justificar esse comportamento e se estamos felizes ou em paz diante desse padrão comportamental. (pouco provável….. )

Vença os seus medos, afinal a sua vida é resultado do que você pensa, acredita, sonha…..

Quer ser feliz?

Então OUSE. Vibre. Busque. Liberte-se de valores e crenças que lhe foram impostas na infância, construa os seus próprios valores, crie o seu caminho, refaça o trajeto se for necessário.

Talvez seja sensato participar da experiência de viver, achar o nosso eixo, o equilíbrio entre o que sabemos e o que ainda iremos aprender, buscar conviver com as pessoas sem manipulá-las, jogar as nossas ações para o Universo e aguardar as reações provocadas com a segurança de ter feito o melhor possível.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: