Por Maria Inês Campos

Pensando em escrever para publicar no blog caminhei mentalmente por vários temas.

equilíbrioCom calma e buscando algo que realmente fizesse a diferença, repasso pela memórias dos atendimentos que tenho feito como Coach e percebo que a maior parte de meus clientes tem consciência que precisam de equilíbrio.

A busca por esse tão “famigerado” equilíbrio é a grande motivação que faz uma pessoa ir ao encontro de terapias. E, modéstia à parte…. bem à parte….rsrsrsrsrs……. os meus clientes saem bem satisfeitos com o modo com que conduzo suas ideias para exercitar o equilíbrio.

Exercitar  – essa é a palavra. Tudo na vida é uma questão de treinar, exercitar, isso inclui o equilíbrio, a paz, a felicidade, e até o sucesso, sabia?

Se você, lendo esse post, está achando que vai encontrar uma receita para se equilibrar, está MUITO CERTO!!!! E vai ser a melhor receita!

Quando buscamos ajuda para as nossas desenfreadas emoções encontramos, em geral, falas do tipo: medite, pense positivo, siga os passos ( que são quase sempre longos e repetitivos).

Eu mesma já fui “vítima” dessas fórmulas mágicas que dizem que é simples assim.

Só por Deus!!!

Estando eu desequilibrada – ansiosa, depressiva, irada, magoada ou qualquer coisa parecida; o que leva um sujeito pensar ou supor que eu consiga meditar, ler e aplicar receitas, ou até mesmo escutar um ser humano dizendo em voz suave que vai passar, que eu vou conseguir? Não vou. Caso conseguisse não estaria em tal estado, não é?

Se, ao contrário alguém me dissesse: – EXPLODA – aí sim eu conseguiria com razoável facilidade, nem que fosse em um torrencial choro.

 

Explodir pode ser a melhor saída, ou no mínimo o primeiro passo para sair da crise. O questão sempre será quais são os parâmetros para essa explosão. Eu lhe digo que a única coisa que é vedado ao indivíduo em pleno processo explosivista é  ferir o outro.

Emoções represadas é o início de desequilíbrio.

Represar significa conter com barreiras, nesse caso, quando construímos barreira para conter algo de forma excessiva é provável que haja uma reação de explosão.

Exemplo: panela de pressão.

O ideal é liberarmos de maneira gradual o excedente do que queremos conter, ok?

Com a emoção não é diferente. Por esse ou aquele motivo vamos represando algumas emoções e daí das duas uma : ou provocamos uma explosão dirigida e com bom senso ou a própria emoção contida se encarregará de arrebentar a barreira imposta. Quer um conselho? EXPLODA.

Exploda antes que essa explosão se apresente, dissimuladamente, como ansiedade, tristeza de não sei o que, depressão, pânico, gastrite, labirintite, faringite e outros “ites ”

Elencarei, como boa Coach que sou, várias sugestões de explosões:

1- Segundo uma tia amada, lá pela década de 70, sabiamente já dizia para  seus filhos que estavam na chatíssima pré adolescência. – Tá nervoso? Tira a cueca e pise em cima.

Só de imaginar tal cena, um riso maroto delineia-se no canto de nossas bocas. Rir de nós mesmos e das bobagens que conseguimos elaborar já ajuda.

2- Em algum momento na sua vida já se trancou no banheiro e deixou que suas lágrimas se misturassem à água do chuveiro e depois saiu do banho com a maior “cara de que nada aconteceu”? Não? Experimente é muito bom!

3- Escreva tudo o que passa pela sua cabeça sobre o que lhe atormenta, sem preocupações gramaticais e dando-se a grata liberdade de inserir no texto palavrões nunca antes proferidos por nossos formosos lábios também é um recurso explosivo interessante desde de que ao término da epopéia você destrua tal documento.

Enfim, nós quando ainda magoados, irados ou frustrados temos boas ideias a respeito de como podemos reagir diante de emoções tão desconfortáveis, não é mesmo?

De toda e qualquer caminhada o passo mais difícil é o primeiro, e na conquista do equilíbrio emocional o primeiro passo é a desconstrução de imensos blocos emotivos. Para conquistar o seu equilíbrio é necessário, muitas vezes, explodir, colocar tudo para fora mesmo que seja de maneira desordenada, caótica e , principalmente, de forma solitária porque a sua dor é só sua. Precisamos manter a elegância no ação de viver e ninguém tem o direito de compartilhar o seu processo doloroso sem a permissão do outro.

Educadamente chute a porta, chore durante o banho, desabafe de alguma maneira, mas escoe todos os excessos emocionais sem causar dano nas pessoas que estão ao seu redor.

Pois então –  tente, invente faça uma explosão diferente!

 

 

Anúncios

Comentários em: "Explodir para reequilibrar." (2)

  1. Muito bom os conselho, obrigado por compartilhar!
    Explodir é uma forma de nos aceitar. Nos aceitando criamos a possibilidade de ver nossos defeitos e assim conseguir corrigi-los e finalmente progredir para o melhor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: