Por Maria Inês Campos

D. Izabelina, figurinha carimbada nos meios educacionais, era o tipo de professora que adorava se por como conselheira. Conselheira do que tipo for; podia ser sentimental, financeira, justiceira e até trapaceira.

Bem, nem tudo é perfeito, né?

Sempre fui da teoria que quem tem inteligência pra uma coisa, tem pra outra também, desde que sejam matérias correlatas, sendo assim, justiçar e trapacear são correlatas, ou não?

Bem, deixemos essas questões esdrúxulas para os filósofos de plantão. Hoje estou de folga.

De verdade verdadeira, estou contando a estória da D. Izabelina porque ela passou por aqui e deixou uma receita de poção  mágica para salvar uns professores que estão em “papos de aranha” por conta de uma gestora um tanto quanto esquizofrênica.

Dizem as más línguas que essa diretora se aliou a um tal de Serra Negra, ou será Barba Negra? Eu não sei o nome ao certo, mas que deu uma correria na escola, lá isso deu!

A escola Verdetudo foi construída atrás de um cemitério, e como já era de se esperar, tudo de complicado é lá que acontece. Incêndio, sumiço de coisas, aluno arteiro e mil outras coisinhas.  D.Izabelina, me disse em “off”, que é maldição das almas reprovadas. Sei não, mas que é tem alguma coisa estranha, tem!

Eu mesma  fui vitima de três fantasmas logo após uma inocente reunião de ATPC. Acredita? Pois é!

Bem de noitinha, horas após a reunião, estava eu nos meus aposentos de dormir, naquela fase de sono misturado com sonho, quando escutei vozes de professores, mortos é claro, tremidas e cavernosas dizendo:

fantasma

– Não há TEMPO… Não sei como FAZER….. Não ENTENDI……

E eu, que mamãe sempre disse que era inteligente, matei a charada!!!! Eram três fantasmas: TEMPO, FAZER, ENTENDI.

Foi exatamente nessa hora que me lembrei de D.Izabelina!

Sim. D. Izabelina haveria de saber o que fazer com esses fantasmas porque além de professora secular ela era também uma bruxa. Estaria tudo resolvido! Parti logo para a ação, pois não sou mulher de esperar.

Abri a janela e comecei a berrar:

D. Izabeliiiiiiiiiinha.….

Logo no trigésimo oitavo grito ela apareceu.

Izabelina bruxa

Coloquei-a a par da situação e assim ela passou a seguinte receita:

Coloque três raminhos de comprometimento.

Para espantar o” Não tenho TEMPO”

Em vasilha de ferro ferva cérebro com caramelo

Em seguida diga: “Não sei FAZER” é mentira!

“Não ENTENDI” é alma penada

Vítima da cabeça furada

Com leitura e boa vontade, tape toda a buracada.

E não é que deu certo???

Depois disso acho que todos os professores dessa escola vão fazer a tarefa da ATPC num instantinho, e vão achar tudo simples e facilzinho!!!! Também quem que aguenta fazer tarefa com fantasma, não é verdade?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: