Por Maria Inês Campos

O conceito mais atual de poder é liderança.

Se antes aceitávamos como autoridade indivíduos possuidores de títulos ou bens materiais, hoje não  acatamos mais “ordens” , optamos por seguir lideranças e isso faz uma grande diferença.

Talvez, e muito provavelmente , o momento evolutivo que vive a raça humana nos faça questionar valores, conceitos e princípios.

Sempre fez parte da nossa essência a busca por conhecimento, mas diante de tanta evolução tecno-científica se torna necessário uma reestruturação de nossos ideais e objetivos adequando-nos ao momento que vivemos.

Diante dessa constatação passa a ser muito importante, para  indivíduos e para empresas, entender como se processa as relações de liderança e quais os recursos que podemos utilizar para a condução dessa habilidade.

Um líder nem sempre é o melhor técnico da empresa ou o indivíduo que cumpre todas as regras estabelecidas. Um líder é antes de tudo um condutor de pessoas, um motivador que utiliza de sua habilidade para levar as pessoas ou seus subordinados à conquista de metas pessoais ou coletivas.

” A maior habilidade de um líder é desenvolver habilidades extraordinárias em pessoas comuns.”                               Abraham Lincoln

Essa frase de um grande líder, Abraham Lincoln, expressa de maneira concisa o mais importante foco de uma liderança – A quebra do paradigma das relações entre patrão e empregado, senhor e subordinado, enfim, a quem tem atribuído o poder e quem pertence ao grupo de subordinado.

O poder passa a ser conquista e não mais uma atribuição imposta ou pleiteada, existem alguns pontos que devem ser levados em consideração quando pensamos em liderança, são habilidades que podem ser cultivadas e que certamente formaram um líder se forem desenvolvidas:

– flexibilidade –

Flexibilidade significa ter a capacidade para mudar de estratégia rapidamente e não mudar de meta.

Em outras palavras; mudar momentaneamente uma ação para obter êxito na conquista da meta levando em consideração a possibilidade de se adequar a conceitos, idéias e práticas não consoantes com o projeto inicial.

– coerência entre discurso e prática – 

 Valores e ética no discurso do indivíduo ou no planejamento de empresas são fáceis de serem encontrados, o difícil é aplicar conhecimentos teóricos á prática diária. Valores e procedimentos éticos são questões fundamentais para o sucesso na conquista de meta, mas é necessário ter  cuidado, e em nome desses valores e procedimentos éticos usar de flexibilidade.

– ser aberto à inovação –

Inovar traz de brinde o risco. “Em time que está ganhando não se mexe.”, diz o ditado popular, como todo ditado tem lá sua razão, mas usando a flexibilidade, será que o risco não é o recurso para o sucesso?

Quantas pessoas ou empresas que você conhece que se destacaram repetindo as mesmas ações por muito tempo? Arriscar-se, portanto, é uma bela maneira de se colocar à disposição da possibilidade de alcançar a sua meta.

– ser criativo –

Se tem uma habilidade que seja necessária para viver com um mínimo de qualidade é essa tal de criatividade.

A criatividade está em fazer uma releitura de tudo o que acontece à nossa volta e até mesmo o que acontece dentro de nós!

Criar é buscar novas formas de viver o velho, é repaginar posturas assumindo uma nova maneira de olhar e sentir situações já vista ou sentidas.

E como somos criativos diante de situações de conflitos, não é?

Em posição de liderança é preciso ser criativo, quase um professor Pardal, nas relações entre equipe. Há de se ter várias idéias criativas para contornar conflitos, resolver problemas, e até mesmo buscar soluções onde aparentemente não tenha. Diante dessa definição podemos concluir que somos pessoas criativas o que pode acontecer é não usar esse talento na hora certa e da maneira adequada.


– dar atenção aos aspectos humanos das ações –

Esse é um item extremamente necessário para obtermos sucesso em QUALQUER área da vida, mas talvez pela imposição de um sistema de produção remanescente do período da revolução industrial, ficou relegado ao campo religioso, místico ou filosófico, não que esses campos sejam secundários, mas não são, ou não eram, respeitados como campo de produção ou como gerador de riquezas. Hoje, introduzida uma nova conceituação das relações  de empresa e funcionário, no final da década de 70 e começo da década de 80, o mercado de trabalho já aplica recursos no bem estar dos indivíduos que compõem sua equipe. E por falar em equipe acho desnecessário dizer o quanto um grupo de pessoas alinhados no mesmo ideal e devidamente motivado em função do alcance de metas faz toda a diferença na conquista do sucesso, não é?

Voltando ao foco de analisar o que faz um indivíduo se transformar em um líder, teremos a partir desse tópico , cinco  habilidades que devem ser observadas com bastante atenção por quem tenha por meta se transformar ou melhorar a sua performance de LÍDER.

– valorizar seus liderados –

Um gestor quase sempre se esquece que deve ser um líder e deixa de “olhar” sua equipe com foco no desempenho pessoal, ou se olha, olha pra ver quem está negligenciando tarefas. Essa questão deve ser ponderada com atenção já que faz parte da natureza humana agir de acordo com estímulos e portanto, podemos concluir que qualquer ser humano elogiado com verdade, ou seja, com base em real ação que possa ser elogiada,( não cabe aqui elogios feitos de maneira superficial) estará sendo motivado ou desafiado a se superar, melhorando ainda mais o seu desempenho. Obviamente o contrário também é verdadeiro, caso o líder enfatize ações negativas de seu liderado, a reação , por parte do liderado, será da assimilação do conceito que ele realmente é incompetente. A valorização  da equipe por parte do LÍDER é recurso que aumenta a produtividade além de gerar um bom ambiente de trabalho.

– ser parceiro do próximo ajudando-o a conquistar sua meta –

A relação de poder de um chefe com seu chefiado passa a ser uma relação poderosa quando  transforma  chefe em líder e chefiado em liderado, não é uma diferença sutil e nem tão pouco uma questão semântica, mas trata-se de uma postura que faz toda a diferença quando o objetivo seja o sucesso. Um chefe ordena, um líder conduz; um chefe cobra resultados, um líder delega responsabilidade; um chefe aplica penalidades quando constata uma falha, um líder caminha lado a lado para evitar possíveis falhas e quando elas ocorrem  assume junto com seu liderado a responsabilidade da ação e atua junto à equipe para que seja feita a correção.

– conhecer as necessidades materiais e emocionais de seus liderados – 

Conhecer as necessidades materiais e emocionais de liderados é umas das atribuições de liderança que, em geral, fica relegada à segundo, terceiro, quarto plano…. Existem algumas “justificativas” para que isso ocorra e uma delas , acho a que mais emperra o processo de exercer a liderança, é essa mania de achar que participar é o mesmo que invadir, em outras palavras – não expor o lado pessoal no ambiente profissional com o pretexto de que não devemos misturar as coisas. No mínimo essa postura adotada por grande parte dos chefes é curiosa.  Somos seres humanos, tá lembrado? E se somos seres humanos devemos considerar que três situações são inerentes à nossa composição: capacidade de sentir, capacidade de pensar e capacidade física. Em suma; corpo, alma e mente.

Dessa maneira como entender e extrair o melhor de seus liderados se não ter uma visão e percepção real do indivíduo como um todo?

Como ignorar seus anseios, suas dores emocionais , seus preceitos e seus valores?

Um líder só exercerá a liderança diante de um grupo que o aceite como membro, como parte de um todo e não como um estranho que fale língua diferente. Como líder não tenha medo de ser amigo, e dos bons, daqueles que seu funcionário possa confiar, seja um aliado para todas as situações.

– promover o bom-humor e a serenidade em situações de conflito –

Todo indivíduo tem o direito de ser feliz, mas para isso tem que guardar o princípio de que é dever de toda pessoa sofrer sem causar sofrimento, lutar para não ser um fardo para o seu próximo. Eu diria que até para sofrer temos que ter elegância… rsrsrs… Pois é, imagine um líder tento crises existenciais ou em situações de conflito  ou dificuldade posicionando-se com desequilíbrio, como liderar desconhecendo o caminho?

Como manter o grupo unido e coeso se o líder não consegue se manter coeso e unido com suas metas?

Como manter um bom e produtivo ambiente de trabalho com oscilações de humor oriundas daquele que é o condutor da equipe?

Digo sempre que bom-humor não é favor, é obrigação. Se você quer ser líder busque o autoconhecimento, exercite o autodomínio, esse aprendizado é um dos mais difíceis e mais longo, mas vale muito a pena!

– conversar – 

Eis a ferramenta máxima do exercício da LIDERANÇA, a conversa!

CONVERSA – palavra de origem latina que significa CON  com e VERSARE girar,virar – ou seja: conversa pode ser entendida como uma dança verbal.

Para dançar há de se ter uma música e um par, entenda por música o assunto e por par o outro, e para dançar sobre um assunto com o seu par tem que existir interação. O segredo de uma conversa produtiva reside na interação, converse olhando para o outro e fazendo com que ele olhe para você, perceba os gestos e a entonação da voz que pertence a esse ato de conversar. Uma conversa com outra pessoa afeta o nosso estado de espírito, as nossas emoções e a filosofia à medida que falamos, ESCUTAMOS E OBSERVAMOS.

O tema relações de poder apresenta ainda muitas nuances que merecem serem estudadas, essa são as mais básicas. 

Se você quer saber mais a respeito,  receber um treinamento pessoal ou para a sua equipe entre em contato que terei muito prazer em lhe atender.

Anúncios

Comentários em: "RELAÇÕES DE PODER VERSUS RELAÇÕES PODEROSAS" (12)

  1. Maycon & Larissa Fernanda disse:

    Adoramos o arquivo em que você postou ! Parabens , Espero ler muito mais desse ! *_* , Iremos acessar mais seu BLOG , beeijoos ! ♥’

    Curtir

  2. Assim que se pensa uma pessoa que tera um bom futuro. obrigada por nos direcionar..

    Curtir

  3. Lucas Willian de O. Lima e Lucas Silva disse:

    parabéns por mostra como um lider deve-se comportar e gostaria q vc postase mas coisas sobre varias outras coisas tambem q mostre os deveres q o não so po lider e os subordinados devem se comportar no ambiente de trabalho.

    bjss de seu alunos

    Lucas S “lukinha” e Lucas W “lalico”

    Curtir

  4. Excelente artigo , tirei proveito de muitas informações que nos auxiliou e vai ajudar na nossa compreensão , para ficarmos mais entusiasmados e prestativos para a realização dos projetos do grêmio.Obrigada pela ajuda

    ATENCIOSAMENTE
    Carla , Geovana e Joice G. (Integrantes da Chapa H.D.E )

    Curtir

  5. leandro gomes disse:

    O líder com certeza é aquele que conduz e que luta junto com sua equipe… Professora parabéns pelo seu texto, o autoconhecimento nos ensina que não existem pessoas não capacitadas e sim pessoas prontas a serem formadas. Importante conhecimento que nos ilustra e nos da a possibilidade de nos conhecer como pessoas. Parabéns! Obrigado também por me convidar para participar da equipe do grêmio, fico feliz por ter lembrado de mim… obrigado!!!… grande abraço…

    Curtir

  6. Leticia aparecida disse:

    OI GOSTEI MUITO DO TEXTO,AJUDOU MUITO PARA NÓS QUE ESTAMOS COMEÇANDO UMA NOVA EQUIPE ,E SUAS IDEIAS AJUDARAM MUITO NÓIS , OBRIGADO E PARABÊNS (:

    Curtir

  7. taina alves disse:

    palavras de uma verdadeira lider fiko muito bom!!! uma otima ajuda para nòs que estamos começando um grupo…

    Curtir

  8. Jaqueline Simoes De Camargo disse:

    oi
    eu amei ter lido esse texto…
    vai ajudar muito nos que estamos começandos no gremio pode se atualizar muito em nossa conquista… obrigado

    Curtir

  9. Dona Maria Inês.
    Nos gostamos muito das suas explicações, pois elas estavam muito coerente….
    beijos Danilo e Dandara..

    Curtir

  10. Michele da Cruz Liberato disse:

    Muitoo bom,obrigadoo por nos insentivar; Palavras de uma pessoa sabiaaa ! beeijos Michele,Eduarda e Natalia 3° colegial

    Curtir

  11. Eduarda... disse:

    Maria Inês,
    adorei o artigo.
    Parabéns pelo sucesso.
    Que as idéias do Grêmio Estudantil sejam atendidas com carinho, pois eles querem o melhor para a escola.

    Curtir

  12. Gabi Arruda disse:

    Excelente post! Gostaria que meus líderes lessem 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: