Por Maria Inês Campos

Equacionar significa apreciar,avaliar, ponderar.

De  maneira geral é isso que fazemos quando equacionamos os nossos problemas.

Eu não sei bem porque, mas algumas situações viram modismos, adaptamos vocabulários e estratégias de ciências que estudamos para o nosso cotidiano no afã de facilitar a nossa vida.

Curiosamente esquecemos que viver é um exercício inovador a todo momento e quanto mais regras, mais equações, mais planilhas , mais dados, mais nos iludimos achando que somos capazes de controlar tudo e todos.

Não há incoerência quando dizemos que somos responsáveis pelo futuro e que devemos assumir o caminho que a nossa própria vida toma, o que deve ficar claro é que somos co-criadores do nosso destino o que difere muito do conceito de ser criador do próprio destino e do destino do que não nos pertence. O que nos pertence é exatamente as nossas ações, atitudes e emoções,todo o resto – emprego , ser amado, filhos, contas, bens materiais, roupas, carros – são propriedades circunstanciais, não está na nossa mão o PODER de controlar. Essas coisa e pessoas que estão à nossa volta estão sujeitas à lei de ação e reação.

Em síntese: só posso mudar a mim mesma, só posso controlar a mim mesma e isso já é demais trabalhoso para ter a pretensão de ser dono de alguém ou alguma coisa.

Quase sempre perdemos muito tempo equacionando dados para criar meios de controle, e algumas vezes até conseguimos.

A questão é –  Prá que?

Controlar está intimamente amarrado no conceito de resolver?

Você já se perguntou o que vai fazer com tanto controle?

E esse tempo todo que você ficou isolado ou em equipe discutindo e levantando dados, foi produtivo para a SUA VIDA? O que você conseguiu de resultado prático foi correspondente ao trabalho e gasto de energia dispensado por você na elaboração da equação proposta?

Sei que os mais íntimos das ciências exatas ou os mais céticos devem estar balançando a cabeça de um lado para o outro, num claro sinal de discordância. Milhões de argumentos embasam a necessidade de se estudar profundamente um fato para traçar o melhor caminho ou até mesmo um inovador caminho. Eu não contesto essa teoria, só questiono quando aplicamos isso de maneira sistemática e “engessada” em dados racionais, sem uma pitada de humor, uma colherinha de ousadia, e uma colher bem cheia de sonho.

Parece bobagem?  

Pense que qualquer sistema de produção na natureza segue princípios básicos de disciplina e sequenciamento impulsionado pelo instinto. As colônias de insetos, os agrupamentos de indivíduos da mesma espécie são bons exemplos de que tudo funciona naturalmente e quando interferimos, na maioria das vezes, causamos uma destabilização absorvida através de um processo de adaptação que também é instintivo.

Nós , seres humanos, trazemos o legado do instinto, e nos descuidamos um pouco dessa habilidade natural sufocando-a com teorias absorvidas em bancos escolares, dissociada de vivência prática.

Talvez devêssemos buscar o equilíbrio entre a razão e a emoção, entre teoria e intuição, realidade e sonho. Acredito que equacionar é interessante até onde não nos percamos em um banco de dados  estéreis e paralisantes, e assim que nos percebermos “andando em circulo” é porque está na hora de resolver. Em alguns momentos é muito prudente arrebentar as nossas amarras, abrir mão do controle e deixar que o Universo faça a sua parte, viajar pelo instinto, sentir o direito de ousar, perceber e dar vazão à própria emoção também pode ser um bom caminho para resolver um problema.

Pense sobre isso!

Anúncios

Comentários em: "NÃO EQUACIONE, RESOLVA !" (1)

  1. Marta Souza disse:

    O Leandro deve sim entrar na chapa HDE e a Mayara não tem que meter o bedelho na onde não é chamada!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: