Por Maria Inês Campos

Uma das maneiras que nos habituamos a ver a vida é tomando para nós a responsabilidade de sermos co-criadores do nosso futuro, o que é bastante sensato e saudável. Essa postura é totalmente adequada quando guardada as devidas proporções, mas, e sempre tem um mas, em geral vivemos não como co-criadores e sim como criador, não só do nosso  destino, como ciadores  do destino das outra pessoas também.

Dessa maneira nos engalfinhamos em uma rede de responsabilidades que cresce a cada ação, nos trazendo uma sobrecarga insuportável, e aí com a maior “cara-de-pau” pedimos socorro ao CRIADOR, UNIVERSO, JEOVÁ ou qualquer outro nome que se queira dar à uma FORÇA MAIOR , real responsável por nossas vidas. Há até quem recorra, mais humildemente aos seus santos de devoção, ou anjos para que intercedam diante do Pai por nós. Não quero com isso desmerecer ou desqualificar noções de religiosidade, nem tão pouco desvalorizar a oração, quando feita com sentimento de fé (eu sou devotíssima de NS das Graças), só estou colocando de uma maneira lúdica a incoerência do ser humano que em sua maioria sofre muito mais por reação de suas ações do que por imposição do destino.

A ansiedade talvez possa ser vista por falta de fé. A ausência da crença que somos parte pequena, quase ínfima do universo, nos leva a acreditar que  temos um suposto poder de determinar o que seja certo ou errado.

Vamos para a parte prática dessa teoria:

Pense comigo –  Quando estamos ansiosos é porque queremos “saber” o que vai acontecer, se a nossa ação ou intenção vai alcançar determinado objetivo, certo?  Já posso adiantar que algumas pessoas lendo esse post poderá argumentar que são ansiosas sem uma causa que justifique essa emoção. Ledo engano.  Quem sofre de ansiedade tem sempre uma questão que bate dentro dele dizendo: – Será? Será? Será que vou conseguir? Será que vai dar certo? Será que vai acontecer?

Será, para ser respondido tem que ser avaliado o seu grau de certo ou de errado, e quem pode dizer com segurança o que é certo ou errado? Pois é!!! Vamos logo dando nossos pitacos em toda e qualquer situação,” eu acho que isso ou eu acho aquilo” já é quase automático na nossa fala.

Conciliar o “achismo” com nossas truncadas percepções de certo e errado GERA COM CERTEZA a ANSIEDADE.

Poderíamos, considerando essas colocações, enumerar algumas perguntas a serem feitas diante de um espelho para quando estivermos ansiosos:

1- O que EU posso fazer para solucionar o que me deixa ansioso?

2- Se o que depende do outro é impossível que eu faça, ou resolva, é lúcido que eu me preocupe  e me desgaste com isso?

3- Se o Universo existe há muito tempo, a raça humana chegou até aqui independente da minha “força” e tudo acontece na mais perfeita ordem na Natureza, não seria mais  coerente eu deixar que tudo ocorra seguindo essa ordem?

4- A ansiedade que eu alimento serve para alguma coisa positiva?

5- A paz e a serenidade pode me ajudar? Se eu fizer uma prece e pedir para que a tranquilidade se derrame sobre mim e “seja feita a vontade do Pai” vai me fazer bem?

Caso essa última questão a resposta seja afirmativa vá tomar essa providência, e lembre-se de pedir a paz e deixar que a maneira como ela deve chegar até você seja definida pelo CRIADOR REAL.

Anúncios

Comentários em: "Ansiedade, Teimosia e CIA – Parte2" (4)

  1. Erica Mellios disse:

    Muito bom esse texto. Parabéns!!!!

    Curtir

  2. Que bom poder ler um ótimo texto como este e que o criador a continue iluminando.

    Curtir

  3. Maysa disse:

    Adorei também a solução para última pergunta, acredito que seja aí que devemos confiar, e aguardar pelo tempo do Criador.
    Aprendi bastante a refletir com teus textos, obrigada por ajudar pessoas ansiosas como eu. rsrs
    Que o Criador te ilumine sempre! Bjs!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: