Por Maria Inês Campos

   “O Espírito é a individualidade pré-existente do ego, com grau de complexidade cognitiva crescente,cujo desenvolvimento se observa em sua capacidade de domínio sobre o ambiente que o cerca.”

Adenáuer Novaes

Dominar o ambiente que nos cerca não é exatamente mandar, ordenar,ter no ambiente em que se vive. Dominar tem um significado nessa frase de conhecer, entender, interagir, ser dentro do ambiente, nesse contexto fica muito claro a importância dos nossos relacionamentos interpessoais na construção da própria felicidade.

Caminhando para 2012, já com o pézinho dentro dele,  podemos perceber que trazemos  na trouxinha do tempo conhecimentos científicos abraçados com questões filosóficas, sinalizando uma NOVA ETAPA do desenvolvimento humano.

Até aí nada de novo?

Engano de quem assim pensa . Tudo  novo!!!! A partir da década de 80 houve uma busca mais intensa em questões de autoconhecimento, agora estamos buscando o “outroconhecimento”, percebemos que um primeiro passo para a construção da paz é responder questões como: quem EU sou, como EU sou e porque EU sou…. Parece simples? Experimente responder essas questões.

A superficialidade das relações começa a incomodar. Começamos a sentir falta de conversar com a vizinha, assistir TV na sala e brigar pra ver quem escolhe o canal, andar na rua e dizer Bom Dia!!! a todo mundo que encontrar…. entre outras coisas que simbolizam viver em grupo. Não sei se todos sabem, mas fomos criados para viver em grupo, lembra?  E não creditem esses exemplos na conta do saudosismo, mas na necessidade de rever valores e crenças. Ficamos tão empenhados para esmiuçar nossas ações e reações individuais que deixamos o próximo, o próximinho e até o próximão em segundo plano. Isso gerou um vazio que de vez em quando nomeamos de ansiedade ou depressão.

Outro fator que nos remete às neuras e angústias é a constante afirmação, de tudo quanto é lado, que diz: – VOCÊ é responsável. Se estou deprimida, só eu é que posso me curar(tá certo que temos a fluoxetina pra dar uma ajudinha). Se acaso tenho medo tenho que buscar dentro de mim a coragem. Acabou que a questão de pensar positivo, querer é poder, e outras tantas crenças foram desagregadas do AMOR AO PRÓXIMO. Acredito piamente em afirmações do tipo que posso tudo desde que eu queira, mas se não tiver pessoas à minha volta que acreditem comigo tenho quase certeza que não conseguirei. Nascemos para viver em grupo. Precisamos do outro e o somos necessários para o outro.

Nesses dias que antecede o final do ano de 2011 talvez fosse interessante uma pausa para buscar conhecimento e entendimento sobre as pessoas que estão próximas e libertando-nos das nossas amarras conceituais rever laços afetivos, declarar nossa afeição, deitar um olhar compassivo sobre o outro e distribuir sorrisos de cumplicidade. Depois de feito marcar na porta do guarda-roupa, ou se preferir na porta da geladeira a sequência desse exercício para que durante 2012 você possa estar com o seu Epírito “bombado”, com cara de” tanquinho” e totalmente preparado para VIVER e SER FELIZ

Anúncios

Comentários em: "Próximo, próximinho, próximão…" (1)

  1. Elaine Casuccio disse:

    OLá! Como sempre suas matérias parecem vestir perfeitamente a cada um ou, adequar-se a cada momento. Tenho certeza que estou em busca do “outroconhecimento” já faz algum tempo, isso faz com que a superficialidade não me contente mais.
    Como você disse, somos seres humanos e precisamos buscar entender e conhecer o próximo, ninguém vive só.
    Próximo, próximinho, próximão… Seja o que for, obrigada!
    Beijos
    Elaine Casuccio

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: